Condenados no mensalão não terão cela especial, diz Joaquim Barbosa



Relator esclareceu que cela separada só é para prisão temporária. 
Ministro disse que réus devem ficar em presos em cidades onde têm família. 



O relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, afirmou nesta terça-feira (13) que os condenados no julgamento, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, não terão direito a prisão especial.

Ele esclareceu que o direito a cela separada com banheiro ou detenção fora de presídio comum, como em quartéis, são benefícios para autoridades e pessoas que possuem curso superior que estejam presas provisoriamente, antes de serem condenados judicialmente.

“Não [os réus não terão prisão especial]. Prisão especial é só para quem estiver cumprindo prisão provisória e preventiva”, afirmou Barbosa, que nesta terça foi ao Congresso a fim de entregar aos presidentes do Senado, José Sarney, e da Câmara, Marco Maia, convites para sua posse como presidente do Supremo Tribunal Federal, no próximo dia 22.

De acordo com o Código de Processo Penal, detentores de diploma de curso superior, ministros, governadores, delegados, parlamentares e militares “serão recolhidos a quartéis ou a prisão especial, à disposição da autoridade competente, quando sujeitos a prisão antes de condenação definitiva.”

Segundo Barbosa, não cabe mais determinar aos réus prisão temporária, já que eles já foram condenados pelo Supremo Tribunal Federal. “Isso não cabe. Não se está discutindo isso”, disse.

Após o término do cálculo das penas dos réus pelo Supremo, os ministros decidirão se acolhem o pedido de prisão imediata feito pela Procuradoria-Geral da República.

Se acolhido, os réus que terão de cumprir a pena em regime inicialmente fechado irão para presídios comuns. Se não for acolhido o pedido, a punição só será aplicada após o trânsito em julgado, quando não houver mais possibilidade de recurso.

Segundo Barbosa, caberá ao juiz estadual ou federal que executará a sentença do Supremo decidir em quais presídios os réus do mensalão deverão cumprir a pena. De acordo com o relator, a escolha tem por base o local onde o réu possui residência e familiares. “Considera-se onde o réu tem família, onde mora”, disse.


Fonte: g1

Comércio abre no feriado da Proclamação e da Consciência Negra

Na quinta, lojas funcionam em horário especial; na terça, expediente é normal


A Aliança Comercial, entidade representativa dos comerciantes do centro de Maceió, informa o horário de funcionamento das lojas durante os feriados da Proclamação da República e do Dia da Consciência Negra. Na quinta-feira (15), as lojas abrirão em horário especial, das 9h às 15h. Na terça-feira (20), o comércio funcionará em horário normal, das 8h às 18h.

Como acontece desde o dia 5 deste mês, o reforço policial na segurança do Centro já está confirmado, inclusive no feriado de 15 de novembro.

Fonte: gazetaweb

Órgãos públicos antecipam feriado de Zumbi para a próxima 6ª




A Prefeitura de Maceió também decidiu antecipar para a próxima sexta-feira (16) o feriado do dia 20 de novembro, quando se comemora o Dia da Consciência Negra e da morte de Zumbi dos Palmares. A decisão já havia sido tomada pelo Ministério Público Estadual, pelo Tribunal de Justiça e pelo Governo do Estado.
Com isso, os órgãos públicos só funcionam até quarta-feira (14), já que dia 15 também é feriado da Proclamação da República. Os trabalhos em todas as repartições voltarão à normalidade a partir da segunda-feira (19). 

Fonte: tnh1

Organizada 'Mancha Negra' está proibida de participar do jogo entre ASA e CRB




O time do ASA de Arapiraca não poderá contar com a presença dos integrantes da torcida organizada “Mancha Negra” no próximo dia 24 de novembro, quando ocorrerá a final do Campeonato Brasileiro da série B, onde ASA e CRB irão se enfrentar. Segundo o diretor da “Mancha Negra” Paulo Adolfo, a decisão foi do Subcomandante do 3º BPM de Arapiraca, Capitão Anaximandro que, por telefone, informou a decisão ao diretor.
De acordo com Adolfo, o motivo da determinação estaria ligado à última partida que ocorreu no estádio de futebol Coaracy da Mata Fonseca, entre ASA e Atlético Paranaense onde, após o jogo, houve atritos e confusão entre as torcidas dos dois times, ocorrido na última sexta-feira (09), em Arapiraca.
Adolfo informou ainda que, foi proibida também a utilização de faixas, camisas, bandeiras ou qualquer vestuário, indumentário que identifique a torcida no momento da partida do próximo dia 24.
“Esta decisão é um desrespeito muito grande com os que fazem parte não só da Mancha Negra, mas com toda a torcida do ASA, que não tem direito de se caracterizar da forma de quiser, e torcer pelo seu time. Se é para punir, que a punição seja feita para as duas torcidas”, protestou.
O diretor se referiu ao fato ocorrido em maio passado, quando, na partida da Final do Campeonato Alagoano, que também ocorreu em Arapiraca, a torcida organizada do Comando Vermelho (CRB) provocou os torcedores do ASA e praticou várias infrações como, por exemplo, invasão do campo, depredação do patrimônio público, entre outros.
“Eles (comando vermelho), não tiveram nenhum respeito com a nossa torcida, mesmo estando na casa do adversário. Rasgaram nossas faixas, invadiram o campo, provocando a maior confusão dentro e fora do campo. Mas até agora nenhuma medida punitiva foi tomada. Então, não é justo que apenas a torcida do ASA seja punida. Como disse anteriormente, se é para punir que sejam punidos os dois times", finalizou o diretor.
Paulo informou que irá procurar advogados com o intuito de reverter essa decisão, possibilitando assim a entrada dos integrantes da Mancha Negra na próxima partida marcada para o dia 24, no estádio Coaracy da Mata Fonseca,em Arapiraca, onde ASA e CRB irão se enfrentar.

Fonte: 7Segundos

CRB mantém promoção nos preços dos ingressos para 'batalha' contra o Guarani




O CRB precisa do grande apoio de todos neste jogo contra o Guarani e por isso o presidente Marcos Barbosa vai manter a promoção de ingressos com os mesmos preços aplicados nos jogos do Paraná e do Barueri.
“É o último jogo do CRB em casa nesta Série B e todos sabem que o campo cheio faz uma grande diferença ao adversário. Temos que lotar, gritar e incentivar os jogadores neste momento importante da competição. Os preços são os mesmos sem aumento”, confirmou Barbosa.
O regatiano precisa correr para garantir seu ingresso. Já nesta quarta-feira (14) os pontos de venda estão abastecidos. Os pontos de venda são: Loja do CRB (Pajuçara); lojas Poly Sport (Centro, Ponta Verde, Iguatemi e Pátio Maceió); Super Bits (Av.Amélia Rosa); Federação Alagoana de Futebol (Centro); Bar do Macarrão (Salvador Lyra); Sede da Comando Alvirrubro (Jaraguá); Mecânica Cristo (Clima Bom); Mercadinho J. Tigre (Vergel); Mídia Screen (Conj. José Tenório).
"É mais um presente da direção regatiana, que está feliz com a resposta das arquibancadas. E vamos fazer mais ações até o jogo. Vamos vencer e não vamos cair", disse Barbosa.

Fonte: Ascom CRB

Zezé di Camargo estaria vivendo affair com ex-BBB, diz jornal




Anamara Barreira teria sido vista com o cantor, de acordo com "O Dia"


Zezé Di Camargo estaria vivendo um affair com a ex-BBB Anamara Barreira. A informação é da coluna de Léo Dias do jornal "O Dia". De acordo com o colunista, a dupla foi vista circulando em Salvador.

Ainda segundo Léo Dias, Anamara estaria animadíssima com o affair e dizendo a amigos, inclusive, que o sertanejo estaria disposto a assumir a relação. Zezé separou-se recentemente de Zilu Camargo.

Fonte: revistaquem

Ex-mulher do cantor sertanejo Hudson morre baleada em Limeira




Larissa Lopes, de 26 anos, foi atingida na cabeça por um disparo de arma.
Morte ocorreu dentro da loja de carros do pai da jovem, no Centro.


A ex-mulher do cantor sertanejo Hudson, Larissa Lopes, de 26 anos, morreu, na tarde desta segunda-feira (12), em Limeira (SP), atingida na cabeça por um disparo de arma de fogo. Segundo a Polícia Militar, a jovem morreu dentro da concessionária do pai dela, no Centro da cidade, e a suspeita é de suicídio.

A Polícia Civil informou que o caso foi registrado no 1º Distrito Policial, que vai averiguar as circunstâncias da morte, mas não fornecerá detalhes do caso sem a autorização da família. A assessoria de imprensa da dupla Edson & Hudson disse que recebeu durante a tarde a notícia de que Larissa havia sido baleada, e que ela chegou a ser socorrida, mas deu entrada no hospital já com morte cerebral.

Segundo informações da Funerária Bom Pastor, o corpo foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para autópsia e deve ser liberado na manhã desta terça-feira. Ainda não há informações sobre horário e local do sepultamento. A assessora de imprensa de Hudson não informou se o músico acompanhará o velório.


Fonte: g1

Apontados como ‘matadores da zona sul’ são presos em Quipapá




Uma operação conjunta envolvendo agentes da Força Nacional e policiais civis de Alagoas e Pernambuco resultou na prisão de dois elementos acusados de chefiar um bando acusado em mais de 20 homicídios na região sul de Maceió.
Ezequiel Vicente dos Santos, 20 anis, conhecido como Kiel, e Kelvin Matheus Ambrósio dos Santos, 19, o Perneta, foram presos na cidade pernambucana de Quipapá, na zona da mata do estado.
De acordo com o delegado Rossílio Souza Correia, a dupla foi presa na tarde de ontem, 12, com três pistolas, sendo uma 7.65 e duas 380. Ainda segundo a polícia, a dupla teve a prisão decretada pela 17ª Vara Criminal da Capital e estava foragida há 90 dias.
A ação desarticulou criminosos responsáveis por dezenas de homicídios na região dos bairros Trapiche da Barra, Vergel do Lago e Virgem dos Pobres que disputavam pontos de vendas de drogas na parte baixa da capital. Praticamente 90% de todos os homicídios naquela região são praticadas pelas mesmas pessoas.
Há cerca de uma semana, após a prisão de vários elementos envolvidos em crimes, agentes do aparelho de segurança do Estado ocuparam as favelas do Dique-Estrada. A ação, considerada de ‘saturação’, visava ao cumprimento de mandados expedidos pela 8ª Vara Criminal, além de reforçar junto à população as ações de policiamento ostensivo.
O bairro foi escolhido pelo Ministério da Justiça para ser o ponto de partida do Programa Brasil mais Seguro em Alagoas. As ações já resultaram em várias prisões.

Fonte: Força Nacional

Maceió recebe show da banda Rebeldes nesta quinta




Em turnê de despedida pelo Brasil, a banda Rebeldes, da novela da Rede Record de mesmo nome, volta à Maceió nesta quinta-feira (15), em show na Musique, a partir das 17h. As entradas para a pista, em seu terceiro lote, custam R$ 70, a meia, e R$ 140, a inteira; já a entrada para a pista premium, em seu segundo lote, custa R$ 100.
Os ingressos podem ser adquiridos no endereço https://www.bilheteriavirtual.com.br/detalhes-evento/323/rebeldes/. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 9903-9306.

Assaltantes atacam caminhão carregado de cerveja e levam R$ 12 mil




Assaltantes atacam caminhão carregado de cerveja e levam R$ 12 mil


Dois homens armados assaltaram um caminhão de uma cervejaria, na noite desta segunda-feira (12), e roubaram R$ 12 mil. O ataque ocorreu em um trecho do bairro da Levada.


Os dois homens estavam em uma motocicleta e renderam o motorista e os ajudantes. Os criminosos levaram todo o dinheiro que havia sido arrecadado com a venda de caixas de cerveja para depósitos e bares da região da Cambona, Bebedouro e Levada.


Após o assalto, os criminosos fugiram sem deixar pistas.


Roubo em Traipu

Já no Agreste alagoano, na cidade de Traipu, dois pecuaristas foram assaltados após terem recebido quase R$ 11 mil apurados na venda de gado.


Leônio Silva de Lima, de 25 anos, e Benedito dos Santos Ribeiro, de 27, contaram aos policiais que foram para o Sítio Algodão para receber o pagamento pela venda dos animais, mas quando deixavam o povoado foram rendidos por dois homens que estavam em um veículo Celta, de cor preta e placa não anotadas.


Fonte: tnh1

Após confusão, provas do concurso do TRT são remarcadas para o dia 3



A data das provas do concurso para o preenchimento de 28 vagas e de cadastro de reserva do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 10ª Região foi remarcada para 3 de fevereiro de 2013. A decisão foi tomada durante reunião da presidenta do TRT-10ª Região, desembargadora Elaine Vasconcelos, com  representantes do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) da Universidade de Brasília (UnB) e da comissão do concurso. As informações são confirmadas pelo TRT-10ª Região.

O novo calendário vai valer para todos os 54,9 mil inscritos que disputam 28 vagas e a formação de cadastro de reserva para os cargos de técnico judiciário e analista judiciário do TRT, que abrange o Distrito Federal e o Tocantins. Para o TRT, a nova data atende às exigências de segurança, eficácia e qualidade.

O concurso foi suspenso anteontem (11) em decorrência de problemas identificados na estrutura do prédio no qual ocorria as provas. Em Brasília, os candidatos que faziam o exame na Universidade Paulista (Unip) ouviram um forte barulho que foi confundido, inicialmente, com tiros. No momento do barulho, foi levantada a possibilidade de o prédio estar caindo e as pessoas começaram a correr.

Pelo menos três pessoas ficaram feridas no tumulto, segundo o Corpo de Bombeiros, e um candidato se jogou da janela do segundo andar, mas foi levado consciente para um hospital da cidade. O prédio foi  evacuado e fechado. A Defesa Civil concluiu que as estruturas do prédio não foram abaladas e que o barulho foi gerado pelo deslocamento do piso de cerâmica de duas salas.

Em nota publicada ontem (12), a diretoria da Unip lamentou o fato e garantiu que vai cumprir a recomendação da Defesa Civil de elaborar um laudo circunstanciado, por intermédio de perícia de engenheiros, para apurar as causas do deslocamento do revestimento do piso. Com a confirmação de que a estrutura do prédio não sofreu danos, a universidade retomou ontem as aulas.

Fonte: tnh1

Educação convoca monitores para assinar contrato de trabalho




A Secretaria de Educação divulgou, nesta terça-feira (13), no Diário Oficial, a lista com a convocação de monitores para diversas áreas. Os candidatos terão um prazo de 10 dias para comparecer nas Coordenadorias Regionais de Ensino (CRE) para quais concorreram.
Segundo a convocação feita pelo secretário Adriano Soares, os convocados terão que levar os seguintes documentos para a assinatura do contrato de trabalho por tempo determinado com a Educação: documento de identidade, CPF, título de eleitor, PIS/PASEB, Carteira de Trabalho, comprovante de residência (originais e cópias), além de comprovante de conta bancária da Caixa Econômica Federal.
Não haverá prorrogação de prazo e aqueles que não comparecerem à CRE a qual concorre nos próximos 10 dias irá perder a vaga. Ainda é possível para os que não interessados em assumir o cargo agora pedir para ir para a última posição na lista de classificação.
Os convocados serão contratados pelo prazo de um ano, podendo ser prorrogado por mais um ano. A jornada de trabalho dos contratados será de 20 horas semanais para os classificados nos Anos Iniciais e até 40 horas semanais para os que atuarão com disciplinas dos Anos Finais e Ensino Médio.
Confira a lista no Diário Oficial a partir da página 23.

Moradores reclamam da falta de energia na parte baixa de Maceió



Problema gera prejuízos e transtornos em bairros como Stella Maris, Mangabeiras e Cruz das Almas


Moradores da parte baixa de Maceió, principalmente nos bairros Stella Maris, Mangabeiras e uma parte de Cruz das Almas, têm reclamado das constantes quedas e faltas de energia. Na madrugada do último sábado, o fornecimento foi interrompido durante 10 horas.

“Está faltando luz direto por aqui. Dois ventiladores queimaram no apartamento que eu moro. Como se não bastasse ficar no escuro, ainda tem que ficar no calor”, desabafou a estudante Bruna Bernardes, que reside no Stella Maris.

A síndica de um condomínio com 144 apartamentos, Ana Claudia da Silva, informou que os elevadores e os geradores dos edifícios estão com problemas por causa da instabilidade. “Um dos geradores não está funcionando mais. Um elevador social está fechado, esperando uma peça que foi comprometida, tudo por causa dessas quedas de energia”, disse a síndica.

Segundo ela, no último domingo, o local ficou sem eletricidade três vezes durante o dia. “Desde o começo do mês está assim. Geralmente falta energia pela manhã e à noite. Pensamos em recorrer ao Procon, porque estamos tendo prejuízo”, disse Ana.

Fonte: gazetaweb

Professores da rede estadual entram em greve



Categoria exige implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salários; Sinteal diz que 12 mil estarão parados


Os professores da rede estadual de ensino anunciaram, desde a semana passada, que, a partir desta terça-feira (13), paralisam as atividades em todo o Estado. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal) cerca de 12 mil servidores devem cruzar os braços. Eles exigem a apreciação, por parte da Assembleia Legislativa Estadual (ALE), e a posterior implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCs) da categoria. 

O maior complexo estudantil, o Centro de Estudos e Pesquisas Aplicadas (Cepa), ficou deserto desde o início do dia. Professores e alunos não compareceram à instituição. Entretanto, segundo o diretor da Escola José Corrêa Titara, Flávio Tenório, o setor administrativo está funcionando normalmente. 

Uma das funcionárias, identificada como Giselda Gonçalves, concorda com o movimento mas discorda da data em que a paralisação foi iniciada. "Sabemos da disparidade entre os salários da prefeitura, que são muito mais altos, e do estado, que é baixo demais, mas acredito que o sindicato se equivocou ao propor esse movimento justo agora no fim do ano, quando o calendário já está atrasado em decorrência das reformas que aconteceram aqui. Deveriam ter deixado para 2013", comenta. 

A decisão sobre greve foi tomada em assembleia realizada na última quarta-feira (6) por sindicalistas, no Clube Fênix Alagoana, em Maceió. E, como não houve qualquer acordo com a Secretaria de Estado da Educação para que a medida extrema fosse evitada, as aulas nas escolas estaduais devem ficar prejudicadas. 

Na manhã dessa segunda-feira (12), um grupo de estudantes do Centro Educacional de Pesquisas Aplicadas (Cepa) fez uma manifestação e bloqueou um sentido da Avenida Fernandes Lima, na altura do centro de ensino, por cerca de dez minutos. Após negociação com a Polícia Militar, a via foi liberada para o tráfego. Estudantes pretendiam demonstrar apoio aos professores em mais esta greve.


Pauta de reivindicação

Além da aprovação imediata do PCCs Unificado com vigência financeira para o pessoal de apoio e administrativo em 2012, os professores filiados ao Sinteal cobram a garantia de pagamento do retroativo a maio de 2012 para o pessoal de apoio e administrativo; a vigência financeira do PCCS para o magistério (ativas/os e aposentadas/os) e secretário escolar, definida para janeiro de 2013; e o pagamento das sobras do Fundeb sob forma de rateio para o magistério (ativo), conforme a Lei do Fundeb (Lei n° 11.494, de 20 de junho de 2007).

Fonte: gazetaweb

Lady Gaga é acertada no rosto por objeto em noite de pouco improviso



Cantora tocou para 50 mil pessoas neste domingo (11) em São Paulo.
'A maioria dos artistas precisa de 10 anos para encher um estádio', disse.



Lady Gaga quebrou o protocolo, ainda que brevemente, na noite deste domingo (11) em São Paulo. No Estádio do Morumbi, onde se apresentou para 50 mil pessoas, a cantora fugiu do engessado roteiro de seu show para, a pedido dos fãs, tocar duas músicas que geralmente não dão as caras no repertório da turnê "Born this way ball". A ocasião também ficou marcada por um momento desagradável, quando um fã acertou a americana no rosto com um objeto, gerando vaias do público e deixando-a assustada por um instante.

Nada que tirasse o foco do que mais importava ali, afinal: o espetáculo em si, que foi bem parecido com aquele visto pelo G1 em Porto Rico no fim de outubro, com exceção da passarela que invadia a pista e deixava a cantora ainda mais próxima de seus fãs. Aos 26 anos, Gaga pisou pela primeira vez em São Paulo – ela havia tocado no Rio na sexta (9) e ainda se apresenta em Porto Alegre na terça (13) – para promover o segundo álbum de sua carreira. Cheio de hits e com muita falação e conversa com fãs, o show começou por volta das 21h no local, bem no momento em que a chuva dava trégua de uma vez por todas e após as apresentações de Lady Starlight e da banda britânica The Darkness.

A apresentação de Lady Gaga segue um roteiro extremamente bem ensaiado e rígido, e é raro vê-la um pouco mais solta e espontânea. Isso vale desde o momento em que o castelo – o cenário da atual turnê – aparece pela primeira vez para a plateia, quando ela toca "Highway unicorn" e, logo em seguida, engata "Government hooker", até ela encerrar o show com "Marry the night" às 23h40, já no bis, com o auxílio de alguns fãs que ela convoca para o palco. No miolo de tudo, vemos momentos marcantes como Gaga "nascendo" de uma vagina inflável gigante para cantar, claro, "Born this way", ou ainda quando ela é colocada por seus dançarinos em um moedor de carne.




Portanto, observá-la emocionada ao ler uma carta atirada por um fã no palco, por exemplo, é refrescante. Mais refrescante ainda foi poder ouvi-la tocando "Princess die" e "The queen" a pedido dos fãs que estavam a seu lado quando ela executou "Hair" somente com voz e piano. 

"Sou a garota mais sortuda da Terra. A maioria dos artistas precisa de 10 anos para encher um estádio e eu estou por aí há somente quatro", disse, referindo-se à sua breve carreira no universo pop e ao Estádio do Morumbi que, de fato, estava bastante cheio.

Momentos antes, quando, sentada no palco ao lado de alguns fãs, abria os presentes que o público jogava ao seu redor, Lady Gaga foi acertada no rosto por um objeto lançado por alguém da pista. Ela, então, assustada, levantou rapidamente e arrumou seu cabelo. Parte da plateia começou a vaiar, algo que foi repreendido pela cantora. "Não. Não façam isso. Eu estou bem!", afirmou, retomando sua apresentação.

Não dá para assistir a um show da cantora pop e deixar de perceber como ela se esforça para "descer" um degrau e chegar ao nível dos fãs. Ela conta dezenas de histórias, lembrando que já foi como todos que estão ali e conversa com o público como se estivesse falando individualmente com cada de seus "little monsters" – apelido que ela deu aos adoradores de suas canções. Os discursos, entretanto, são bastante ensaiados e pouco espontâneos, o que não quer dizer que não sejam sinceros.





Também não deixa de ser surpreendente a quantidade e a beleza de figurinos usados pela americana (algo em torno de 18), assim como a rapidez com que ela os troca nos bastidores antes de surgir no palco novamente. Gaga não é uma grande dançarina mas, ao contrário da crença popular, sabe mesmo cantar, ainda que sua voz esteja "escondida" entre tantos elementos instrumentais que, vale dizer, são quase sempre executados ao vivo por uma excelente banda.

É bom poder notar que a americana parece não ter medo de ser brega. Suas várias referências e estilos estão ali para divertir, não para fazer questionar, o que é um alívio nos tempos atuais. Por causa disso, o que vale mesmo, no fim das contas, são as boas canções tocadas ao vivo e a resposta dada por seus emocionados fãs. Gaga é capaz de entregar uma performance que impressiona não apenas pela variedade em todos os sentidos, mas também pela quantidade de boas canções, como a ótima "Paparazzi", as caricatas "Yoü and I" e "Americano" e os bombásticos hits "Poker face", "Telephone", "Just dance", "The edge of glory" e "Alejandro".


Fonte: g1


Show em praça na orla de Maceió termina em espancamento, tiro e prisão




Um show na Praça Multieventos, na orla da Pajuçara, terminou em tiro e prisão na noite do último sábado (10). A confusão começou com uma briga na plateia, que deixou um jovem foi espancado e precisou de atendimento médico no local.
Durante a briga, foi feito um disparo de arma de fogo, o que gerou uma grande correria. Os policiais, com a ajuda dos seguranças, conseguiram identificar e prender o jovem acusado de disparar o tiro.
Algemado, o rapaz foi levado até a areia da praia para apontar o local onde havia escondido a arma. Ele ainda tentou despistar os policiais mostrando um falso lugar como esconderijo, mas a arma acabou sendo encontrada embaixo de um contêiner.
O rapaz foi levado para a Central de Polícia, onde foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio.

Fonte: tnh1

Barracas no Gunga firmam TAC para encerrar empregos informais




O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com os proprietários de nove barracas e um depósito de bebidas, que funcionam na praia do Gunga, no município de Roteiro. Durante inspeção realizada no local pelo procurador do Trabalho Rafael Gazzaneo, foi constatada a admissão informal de empregados, sem registro na Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS).
De acordo com a assessoria do MPT, foram fiscalizadas as barracas Gunga Beach, Arco Íris, Tempero Nordestino, Don Pero Bar e Restaurante, Barraca do Adriano, Barraca da Zuleide, Wilton’s Bar, Barraca da Veinha, Barraca Dona Maria e o Supermercado das Bebidas Medeiros. 
Com a assinatura do acordo, os proprietários dos empreendimentos se comprometeram a não contratar ou manter trabalhadores sem proceder às anotações e o registro das carteiras de trabalho. Em caso de descumprimento, pagarão um multa no valor de R$ 5 mil por trabalhador encontrado em situação irregular. O valor da multa será revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) ou a uma entidade sem fins lucrativos indicada pelo MPT.
Além dessas cláusulas, as empresas devem afixar nos quadros de aviso uma cópia do TAC, como também têm de se adequar às condições do termo até 30 dias após a assinatura do acordo. Após esse prazo, ainda terão 10 dias para comprovação documental do cumprimento das obrigações ao MPT.
Fonte: tnh1

Mais de 30 carros são apreendidos em operação do Deic

Operação foi deflagrada no interior do Estado após três meses de investigações


Uma operação desencadeada pela Polícia Civil, desde o início da manhã desta segunda-feira, 12, cumpre mandados de busca e apreensão em locais utilizados para adulteração e desmanche de automóveis, nos municípios de Anadia, Major Izidoro e Arapiraca. Até o momento, sete pessoas foram presas e mais de 30 veículos foram apreendidos. 

De acordo com a Polícia Civil, além da acusação de adulteração e clonagem de veículos, a organização criminosa ainda é apontada com envolvimento de roubo, tráfico de drogas e armas, no agreste e no sertão do Estado. 

A ação contou com o apoio de patrulhamento aéreo, além de cerca de 60 policiais civis do NI (Núcleo de Inteligência), Serb, Tático Integrado de Grupos de Resgates Especiais (TIGRE), da Deic e Asfixia, com apoio do Batalhão de Operações Policiais Especiais, da Polícia Militar.

Fonte: gazetaweb

Morre o ator e diretor Marcos Paulo




Ele tinha 61 e morreu na noite deste domingo (11) de embolia pulmonar. 
Marcos Paulo foi diagnosticado com câncer em maio de 2011.


Morreu na noite deste domingo (11), de embolia pulmonar, o ator e diretor Marcos Paulo. Ele estava em casa, no Rio, e tinha 61 anos de idade. Nesta sexta-feira (9), Marcos Paulo havia comparecido ao 9º Amazonas Film Festival, que aconteceu em Manaus.

Em agosto do ano passado, ator e diretor passou por cirurgia para remover um tumor no esôfago. Ele havia sido diagnosticado com câncer em maio de 2011.

Segundo comunicado da Central Globo de Comunicação divulgado na época, Marcos Paulo havia descoberto o tumor precocemente em exames de rotina e tinha dado início ao tratamento em seguida.

De acordo com o portal Memória Globo, Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo, em 1º de março de 1951, e foi criado no bairro do Bixiga. Ele era filho adotivo do ator e diretor Vicente Sesso, o que lhe garantiu contato precoce com a TV.

Sua primeira novela foi “O morro dos ventos uivantes”, da TV Exclesior, em 1967 – ele tinha 16 anos. Passou ainda pela Record e pela Bandeirantes antes de ir para a TV Globo, em 1970. Na Globo, atuou em dezenas de novelas, como a primeira versão de “Gabriela” (1975) e “Tieta” (1989). Na década de 1980, destacou-se por suas participações em "Sinhá moça" (1986), de Benedito Ruy Barbosa, e pelo papel-título da minissérie "O primo Basílio", baseada no romance do escritor português Eça de Queiroz (1845-1900). Mais recentemente, ele esteve em  “Páginas da vida” (2006).

Seu primeiro trabalho como diretor foi na novela “Dancin’ days” (1978). Seu principal trabalho como diretor de novelas foi em “Roque Santeiro” (1985). No cinema, seu único trabalho como diretor de longa-metragem foi em “Assalto ao Banco Central” (2010).

Marcos Paulo já trabalhava na produção do que marcaria seu segundo filme como diretor. Segundo ele, “Sequestrados” seria um “thriller policial”, com parte de suas cenas gravadas no Amazonas. O elenco teria Lima Duarte, Milhem Cortaz, Fábio Lago, Vinícius de Oliveira e Eriberto Leão.

Desde 1998, Marcos Paulo era responsável por um dos núcleos de direção de programas da TV Globo. Além de novelas, o núcleo produziu episódios de “Você decide”, “Malhação”, o especial de fim de ano “Estação Globo” e o programa humorístico “Os caras de pau”

Fonte: g1

Princípio de integridade pode levar SUS à falência



Possibilidade foi levantada por especialista durante fórum



Não é a toa que a judicialização da saúde tem sido discutida em vários segmentos. Recentemente, o 4º Fórum de Ética Médica, promovido pela Santa Casa de Maceió, em parceria com os conselhos Federal e Regional de Medicina de Alagoas, colocou o assunto em pauta, com a participação de gestores públicos de saúde, setores de defesa do cidadão e da coletividade, Justiça, Defensoria e Ministério Público.

Durante o encontro, o superintendente de Regulação, Avaliação, Controle e Auditoria do Estado, médico Antônio de Pádua, citou os números relativos à judicialização da saúde – já publicados pela Gazeta na edição de domingo passado – e alertou que o princípio da integralidade definido pela Constituição – onde todos têm direito a todo tipo de medicamento e de tratamento – poderá levar o Sistema Único de Saúde à falência.

“A judicialização ocorre porque o serviço regular de atendimento ao cidadão apresenta muitas falhas”, reforçou o promotor público Antiógenes Marques, durante o encontro. Os gestores Alexandre Toledo, secretário estadual de Saúde, e Eli Carlos, coordenador de Assistência Farmacêutica do município de Maceió, até concordam.

Fonte: gazetaweb

Médicos tentam retirar aparelhos ligados a Ney Latorraca



Ator está no CTI após ter sido submetido a uma cirurgia no dia 31. De acordo com equipe médica, ainda não há previsão de alta do CTI


O ator Ney Latorraca continua internado no CTI da Casa de Saúde São José e seu estado de saúde é considerado estável, com evidente melhora clínica.

De acordo com boletim médico divulgado na tarde deste domingo (11), a equipe médica que o assiste tenta retirar os aparelhos ligados ao ator, que se encontra em processo de recuperação da força muscular.

Porém ainda não há previsão de alta do CTI.


Ney Latorraca deu entrada no CTI após ter sido submetido a uma cirurgia no dia 31, para retirada da vesícula. O ator está internado desde 25 de outubro, por conta de obstrução e inflamação nas vias biliares.

Estreia em 1974

Ney Latorraca tem 68 anos e é um dos mais conhecidos atores brasileiros. Ele fez sua estreia na TV Globo em 1974, na novela "Escalada", de Lauro César Muniz.

Um de seus maiores sucessos na TV é o aposentado Barbosa, do extinto programa humorístico "TV Pirata", da mesma emissora.

Fonte: gazetaweb

Três bairros ficam sem energia por 12 horas; acidente causou problema, diz Eletrobras



O bairro Stella Maris, em Maceió, passou as últimas 12 horas sem energia elétrica. É o que relatam moradores da região, onde a falta de luz começou por volta da 1h, na madrugada deste domingo (11). Segundo a assessoria de comunicação da Eletrobras, às 13h30 técnicos da distribuidora resolveram o problema, causado por uma colisão entre um veículo e um poste e que afetou também a área compreendida entre os bairros Mangabeiras e Cruz das Almas.
Através de denúncias à imprensa e de comentários nas redes sociais, moradores da região reclamaram dos transtornos causados pela falta de energia, que também afetou o Stella Maris desde a madrugada até a manhã do sábado (10) – a Eletrobras não soube informar os motivos deste primeiro desabastecimento.
No Facebook, o estudante de Direito Pedro Pinheiro ironizou a situação: “Virou moda agora, TODOS os dias faltando energia... Ê belezaaa!!”. Na mesma rede social, a jornalista Luana Lamenha cobrava uma solução: “É normal um lugar estar há 12h sem energia? PeloamordeDeus, cadê a Eletrobras pra resolver isso, hein??”.
Moradores ouvidos pela reportagem dizem que as interrupções no fornecimento de energia já geraram prejuízos. “Aqui [no Stella Maris] falta luz desde sexta. Hoje, a energia chegou a voltar por um instante e logo desligou novamente. Estávamos no supermercado e viemos correndo para desligar tudo em casa, com medo de perdermos eletrodomésticos”, relatou um morador que preferiu não se identificar. “Da sexta para o sábado, quando voltávamos de um evento, chegamos a ficar presos no elevador”.
O morador Melquisedeque Rodrigues disse que conseguiu contato com a Eletrobras no início da manhã, mas, em seguida, o call center da distribuidora não atendia mais as ligações. “Eles disseram que era um problema num transformador, mas continuamos sem luz por várias horas. Sem falar das sete horas sem energia na madrugada anterior”, afirma.
Já o morador Claudionor Araújo afirma que na rua em que reside, no Stella Maris, também faltou energia durante a tarde do sábado. Segundo ele, às 19h de ontem a luz voltou e só durou até o início da madrugada.
Por meio da assessoria de comunicação, a Eletrobras explicou que o choque entre um veículo Celta e um poste na Avenida João Davino, por volta da 1h deste domingo (11), afetou a distribuição de energia na região do Stella Maris, Mangabeiras e Cruz das Almas. O acidente provocou um curto-circuito no alimentador de energia alojado no poste, e desde o início da manhã de hoje técnicos da estatal tentavam identificar o problema. “Só depois do meio-dia a equipe conseguiu consertar o alimentador e a energia foi restabelecida gradativamente nas áreas afetadas”, disse a assessoria.
“Isto é um absurdo. Nem no apagão, que afetou Norte e Nordeste, ficamos tanto tempo sem energia. Sou profissional da área e nem um acidente explicaria tanto tempo sem luz”, protestou o morador Odilon Simões.
Fonte: tnh1

Financiamento de veículos: taxas indevidas e consumidor desavisado


Parcelas são 'sentidas' tarde demais por consumidores; Procon alerta para abusos


Os depoimentos são semelhantes. Na hora de financiar o veículo, foi levado em conta apenas o quanto as parcelas se adequavam ao orçamento. Com o tempo, entretanto, os boletos ficavam mais pesados nos bolsos e os consumidores, por fim, faziam cálculos simples que diagnosticavam o quão complexo foi o negócio acordado: os automóveis saíram quase ao dobro do preço. 

O universitário Diego Jatobá comprou, em 2009, um veículo Celta, cujo valor, à vista, seria de R$ 26 mil. Seria. Contabilizando R$ 2.500 pagos como entrada e outras 60 parcelas de R$ 600, o carro chegou ao custo total de R$ 38.500. Hoje, Diego já pagou 27 parcelas, o que corresponde a mais de R$ 16 mil, valor que o seu carro pode ser vendido hoje.

No início deste ano, fiz uma avaliação na mesma concessionária onde comprei o Celta, para saber por quanto eu poderia passá-lo a frente. O carro continua bem conservado e todas as revisões e manutenções foram feitas nessa mesma concessionária. Ainda assim, ele foi desvalorizado ao ponto de chegar a R$ 16 mil. Decidi ficar com ele, então”, relata. 

A auxiliar de contabilidade Ana Rosa Luz passou por situação parecida. Para comprar o veículo que desejava, um Polo zero quilômetro de R$ 48 mil, entregou um Palio já quitado no valor de R$ 32 mil e o restante do valor, R$ 16 mil, foi financiado em 48 vezes de R$ 488,00. A bagatela fazia com que a consumidora investisse, ao total, mais R$ 23 mil. 

“Quando meu marido e eu compramos o carro, vimos que estávamos realmente pagando muito mais caro. Calculei o valor total e entendi o que estava acontecendo, mas o que eu poderia fazer? Queríamos o carro? Queríamos. Tínhamos o dinheiro total? Não. O jeito foi pagarmos como poderíamos, mesmo que isso significasse pagar mais do que ele valia”, rebateu Ana Rosa.

Após pagar boa parte das 60 parcelas de seu automóvel, um problema de saúde levou a aposentada Maria Josefa às portas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), onde recebeu informações sobre os vários benefícios a que teria direito. Entre eles, de desconto no financiamento do carro. 

"Contratei uma advogada e ela explicou que eu poderia dar entrada em um processo para reduzir os juros das parcelas que ainda restam a pagar. Com a portaria em mãos, fomos à financeira e o processo já está rolando, embora seja muito demorado”. 


No momento da assinatura do contrato, as financeiras apresentam todas as taxas e juros que, juntos, configuram o valor total que é pago no automóvel. Difícil, no entanto, é que os consumidores identifiquem essas tarifas ou atribuam alguma irregularidade no momento da compra. 


“Fiz as contas de acordo com a minha renda. Vi que tinha condições de pagar as parcelas tranquilamente e, como eu tinha passado em outras concessionárias e visto outros veículos, constatei que o que comprei tinha realmente o valor da praça”, contou Maria Josefa. 

Apesar da frustração que perpassa aos que percebem ter pago caro demais no automóvel, nem tudo - ou todo o dinheiro – está perdido. O superintendente de Proteção e Defesa do Consumidor, Rodrigo Cunha, orientou os consumidores que se sentiram ludibriados a procurar o Procon para analisar se, de fato, há alguma irregularidade no contrato. 

“O consumidor tem que analisar no ato da assinatura do contrato não apenas qual o juro, mas também quais taxas de custos estão inclusas para chegar ao custo efetivo total. Muitas vezes o juro é menor, mas há outras taxas e encargos que tornam o valor muito mais alto”, esclareceu o superintendente do Procon. 

“Quando compramos o carro, vimos que estávamos realmente pagando muito mais caro. Calculei o valor total e entendi o que estava acontecendo, mas o que eu poderia fazer? Queríamos o carro? Queríamos. Tínhamos o dinheiro total? Não. O jeito foi pagarmos como poderíamos, mesmo que isso significasse pagar mais do que ele valia”, rebateu Ana Rosa. 

Ao chegar ao Procon, munido com documentos pessoais e o contrato do financiamento, o consumidor será informado sobre os procedimentos que deve adotar para reduzir o valor das parcelas ou, caso já tenha quitado, ser ressarcido da possível taxa indevida. “No Procon, só trabalharemos com o corte das possíveis taxas indevidas. Já se o consumidor tiver sido vítima de juros abusivos, a revisão desse juro não compete ao órgão, mas à Justiça, porque o consumidor sabia daquele juro e concordou em pagá-lo, quando da assinatura do contrato”, distingue.

Após mais de 20 parcelas pagas, Ana Rosa chegou a procurar um advogado que prometeu reduzir as parcelas a metade do valor. O imbróglio jurídico incluía a inserção do nome da consumidora no Serasa e posterior retirada, quando o advogado apresentava uma liminar da Justiça declarando que o comprador estava efetuando o pagamento sub judice. A reportagem daGazetaweb tentou entrar em contato com dois advogados que propagandeavam pela internet esse tipo de serviço. O primeiro não atendeu as ligações; o segundo declarou estar indisponível a falar com a imprensa. 

Embora tenha ficado tentada a aderir ao esquema, a assessora contábil desistiu da empreitada. “Fiquei com medo. Se eu perdesse a causa e tivesse que pagar todos os honorários advocatícios? E mesmo que eu ganhasse, e se o banco me impedisse de realizar novos financiamentos? O advogado que contactamos não esclareceu nada sobre isso”. 

Os questionamentos de Ana Rosa têm fundamento, segundo o superintendente do Procon. “Algumas financeiras infelizmente incluem mesmo os clientes em listas, mas isso é ilegal. Mesmo porque, caso o cliente tenha o próximo financiamento negado, ele tem o direito de saber o motivo. E se for exclusivamente por conta de alguma ação judicial movida contra o banco, ele pode imediatamente procurar o Procon, que vai determinar que o financiamento seja concedido”.

Rodrigo Cunha afirma, ainda, que a contratação de um advogado torna-se desnecessária em vários casos. “Como é um caso simples, basta que ele vá ao Juizado”, começa. “Inicialmente, o consumidor pode ir ao Procon, que lá será devidamente orientado”.

Fonte: gazetaweb.com

A euforia e o drama: Flu vence, é campeão e desespera o Palmeiras




Fred arrebenta, participa dos três gols e garante título ao Fluminense em vitória de 3 a 2 sobre o Palmeiras
Melhor ataque. Melhor defesa. Maior número de vitórias. Goleador do campeonato. E campeão. Quatro vezes campeão – tantas vezes campeão, como diz seu hino. A contagem regressiva do Fluminense terminou neste domingo, em Presidente Prudente, com a vitória de 3 a 2 sobre um Palmeiras agonizante, que cambaleia rumo à Série B. A supremacia foi tão grande, a campanha foi tão superior, que os tricolores se permitem o luxo de transformar em festa as três rodadas finais do Brasileirão.
Fred foi decisivo, destruidor. Fez dois gols e forçou Maurício Ramos, do Palmeiras, a marcar outro contra. De nada adiantaram os gols de Barcos e Patrick Vieira para o Verdão. O rebaixamento é iminente para os paulistas. O título é definitivo para os cariocas.

E vale o clichê: parece que tem que ser sempre com um sofrimento danado, sempre com uma emoção desumana. O Fluminense abriu 2 a 0, cedeu o empate e fez mais um perto do final. O empate do Atlético-MG com o Vasco em São Januário não deixou ressalvas. Não há mais tempo, espaço, rodadas que tirem o título do Tricolor.

Com o resultado, o time do multicampeão Abel Braga foi a impressionantes 76 pontos. Tem dez a mais do que o Grêmio, que assumiu a vice-liderança ao bater o São Paulo. O Palmeiras, com 33, vive o inferno. É o 18º, sete abaixo do Bahia, o primeiro fora da linha da queda - e que joga neste domingo.

A alegria tricolor, iniciada neste domingo, terá seu auge dentro de uma semana, quando o Fluminense recebe o Cruzeiro no Engenhão. No mesmo dia, o Palmeiras visita o Flamengo em Volta Redonda.




A diferença é Fred

Se Fred tiver uma chance, até pode acontecer de perder. Se tiver uma segunda, vá lá, existe a chance de a bola não entrar. Mas uma terceira há de ser fatal. O primeiro tempo em Presidente Prudente parecia avisar que chegaria o momento em que o centroavante desequilibraria a balança da partida, bastante parelha. Pois chegou.

O camisa 9, tão decisivo ao longo de todo o campeonato, alcançou todas as variantes em sua luta pelo gol. Na primeira chance, viu Bruno espalmar; na segunda, observou a bola bater na trave; na terceira, finalmente celebrou.

Ele fede a gol. Porque o natural seria que o passe matemático de Rafael Sobis, aos 45 minutos, já rendesse gol na conclusão de Wellington Nem. Mas não. Bruno espalmou. E Fred estava lá, munido desse ímã que parece ter nas chuteiras – sempre hipnotizando a bola na sua direção.

O gol foi precedido por forte equilíbrio das duas equipes - os mandantes perderam Henrique, que levou uma pancada de Bruno nas costelas. Se o Fluminense tinha Fred à espreita, o Palmeiras contava com Barcos sempre disposto a incomodar. De costas, acossado por Gum, ele conseguiu girar, mas concluiu para fora aos 18 minutos. Pouco depois, teve uma chance rara. Na pequena área, mal marcado, subiu livre. E cabeceou para fora.

A afobação do Palmeiras foi visível. No início do jogo, até conseguiu controlar o jogo, deixar a bola sob seu domínio – mas sempre acelerando as jogadas mais do que a partida pedia. No desespero, exagerou em jogadas aéreas. Tentou otimizar seus ataques, buscou atalhos, correu contra o relógio. Acabou tendo apenas 42% de posse nos 45 minutos iniciais e não mais que quatro finalizações. O Flu arriscou a gol dez vezes.


O sofrimento, sempre ele

Não poderia dar mais certo. Mal começava o segundo tempo em Presidente Prudente, e o Vasco alcançava o gol de empate com o Atlético-MG em São Januário. A combinação de resultados dava o título ao Fluminense. Não precisava mais nada. Era só esperar o tempo passar, manter tudo como estava. Mas os tricolores queriam mais. E tiveram mais – para o bem e para o mal.

Fred, aquele que fede a gol, aquele que tem ímãs que chamam bolas nas chuteiras, foi novamente decisivo – involuntariamente, mas foi. Aos oito minutos, ele se deslocou para a ponta direita e decidiu cruzar para a área, onde estava Sobis – que antes, em posição duvidosa, tivera um gol anulado. No meio do caminho, a bola desviou em Maurício Ramos e encobriu Bruno. Era o segundo gol. Era a mão na taça. Era o prenúncio do título.

Será? Faltava combinar com o Palmeiras. Por mais trôpego que estivesse, por maior que fosse o desespero alviverde, ainda havia vida no adversário. E havia Barcos. Após cobrança de escanteio, a bola ficou viva na área e rumou na direção do Pirata. Ele não perdoou. Renascia a esperança.

Eram 15 minutos. Quatro depois, o empate. Novo cruzamento da direita, novo cabeceio, desta vez de Patrick Vieira. E novo gol! Incrível: o 2 a 2 mudava tudo, tirava o título antecipado do Fluminense, renascia o Atlético-MG em São Januário, dava alento ao Palmeiras.

O gol revolucionou a partida. Com ele, o Palmeiras resolveu se jogar de vez para o ataque. Passou a agredir o Fluminense, que ganhava espaço para o contra-ataque – em um deles, Marcos Júnior foi puxado, mas a arbitragem não marcou nada. Maurício Ramos, aos 30 minutos, só não virou porque Diego Cavalieri fez defesa assombrosa.

O Fluminense seguia ameaçando. Fred teve uma chance. Não fez. Mas faria depois. Faria porque sempre faz, porque fede a gol, porque tem ímãs nas chuteiras. Eram 43 minutos do segundo tempo. Jean, novamente gigantesco, cruzou da direita, e o centroavante fez.

Gol do Fluminense, gol do título, gol do campeão, do tetracampeão, do clube tantas vezes campeão.

Fonte: gazetaweb